Tráfego é normalizado na Raposo Tavares, em Venceslau

Tráfego é normalizado na Raposo Tavares, em Venceslau

CART conclui limpeza e dispositivos preventivos para a contenção de detritos

Estão liberadas as faixas que seguiam interditadas na SP-270 – Rodovia Raposo Tavares, no trecho entre os quilômetros 629 e 630, em Presidente Venceslau. Na tarde desta quarta-feira, 8, equipes de Engenharia e Operações da CART Concessionária de Rodovias concluíram a limpeza das pistas, a retirada do sedimento proveniente de propriedades lindeiras e a execução do sistema de contenção de detritos. Somente o acostamento do sentido leste (interior-capital) segue interditado, para a continuidade dos trabalhos de conformação do canteiro lateral.

O local segue monitorado por câmeras com equipes operacionais de prontidão 24 horas. A inspeção de tráfego também é reforçada no local.

O sistema de contenção consiste em 18 metros de barreiras de concreto do tipo new jersey às margens da pista Leste (interior-capital), do lado das propriedades de onde ocorre a concentração de sedimentos com as águas das chuvas. Cinco carretas descarregaram 140 metros cúbicos de rachão (pedras) usados para reforçar a contenção do barro que vem a de cima.

Este componente, barreira rígida, funciona para amortecer e conter parte dos detritos antes de chegarem na rodovia. O sistema cumpre a função de reduzir a força das águas e segurar uma parcela do   solo   que ficará retido na primeira barreira. Já o sistema feito de rachões vai funcionar como base de sustentação do aterro da pista. Seu objetivo é manter a estabilidade da plataforma da rodovia, mesmo com as chuvas, por ser um material drenante.

Avaliações preliminares do setor de engenharia da Concessionária indicam que o sistema preventivo para evitar novos derramamentos de lama no corredor rodoviário tem sido eficaz até o momento. “Com este alto índice pluviométrico, o ponto da ocorrência recebe águas e sedimentos das áreas localizadas a montante. Reforçamos que, além das medidas da Concessionária em curso para mitigar a situação, a manutenção das curvas de nível, a preservação de mata ciliar nas margens do curso da água e a manutenção constante dos barramentos nas propriedades lindeiras à rodovia, podem evitar o carreamento de solo para as pistas”, afirma Alexandre Boaretto, Gerente de Engenharia da CART. 

Sobre a CART

As rodovias da CART contribuem para a expansão do comércio, indústria, do agronegócio, do turismo e da prestação de serviços nos 34 municípios cortados pelo Corredor. Monitorada e 100% duplicada, a concessão confere segurança e agilidade no trânsito de cargas, conectando o Oeste Paulista com os principais pontos de escoamento da produção do Brasil e ocupa posição de destaque nos índices de avaliação de qualidade das rodovias da CNT – Confederação Nacional do Transporte.

Canal de Ética e Privacidade