CART realiza simulado de acidente com produto perigoso e múltiplas vítimas na rodovia

CART realiza simulado de acidente com produto perigoso e múltiplas vítimas na rodovia

Exercício capacita equipes que atuam no eixo rodoviário do interior paulista

No próximo dia 26 de julho, quarta-feira, a CART Concessionária de Rodovias realizará um exercício simulado de acidente com carga perigosa a partir das 10h, na via marginal do km 620 da SP-270 – Rodovia Raposo Tavares, sentido Oeste, em frente ao posto de serviços Aldo, na região de Presidente Venceslau.

O exercício simulado de acidente é uma exigência da Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) e é importante para o aprimoramento dos procedimentos e a interação entre as equipes da CART e os Órgãos públicos envolvidos em atendimento às emergências e salvamentos. Polícia Militar Rodoviária, Artesp, Corpo de Bombeiros, DER, Defesa Civil, Cetesb, Polícia Ambiental, Prefeitura Municipal de Presidente Venceslau, Prefeitura Municipal de Piquerobi, Ambipar, Cocal e Eixo SP são parceiros desta ação.

A realização do simulado também é parte do Plano de Gerenciamento de Riscos e Plano de Ação de Emergência, uma obrigação com os Órgãos ambientais.

Simulação

Um caminhão-tanque transportando 45 mil litros de etanol irá trafegar pela rodovia Raposo Tavares, sentido oeste na faixa da direita. Na altura do km 620+500, o veículo colidirá na traseira de um automóvel, que desenvolvia velocidade abaixo da regulamentada. Com a colisão, o automóvel será projetado 40 metros à frente, imobilizando-se entre o acostamento e o canteiro lateral, vindo a incendiar.

Na sequência, um caminhão da engenharia civil da CART, que estará trafegando atrás do caminhão-tanque, não conseguirá reagir, colidindo em sua traseira, danificando a válvula portinhola de descarga de combustível, causando o vazamento de etanol. Após a colisão, o caminhão da CART ficará imóvel entre a faixa da direita e o acostamento, resultando em várias vítimas. 

Um quarto veículo, que virá logo atrás, observará o sinistro e conseguirá desviar do caminhão, mas perderá o controle da direção e se chocará contra a barreira rígida de concreto, iniciando a dinâmica de capotamento e imobilizando-se, também, entre a faixa da direita e o acostamento, resultando em vítima encarcerada, presa às ferragens do veículo.

Neste momento, o motorista do caminhão-tanque envolvido no acidente fará contato com os Bombeiros via telefone 193. O motorista do outro caminhão fará contato com a Central de Atendimento da CART (0800 773 0090), que registrará a ocorrência e encaminhará ao CCO – Centro de Controle Operacional CART. A partir daí, o CCO iniciará o desdobramento das ações e acionamento das equipes, sobretudo, às Agências e Órgãos públicos relacionados à natureza do sinistro.

Durante o simulado, que será monitorado em tempo real pelo CCO, o Policiamento Rodoviário atuará na gestão do tráfego, o Corpo de Bombeiros atuará no combate ao incêndio, no socorro às vítimas, com apoio das equipes de atendimento da CART, composta por unidades de resgate básica e avançada, inspeção de tráfego, guinchos leve e pesado, engenharias e meio ambiente. Sobretudo, o Corpo de Bombeiros garantirá a segurança no local para a atuação da empresa especializada em emergências ambientais – Ambipar, que fará a contenção do produto perigoso derramado e a eliminação do vazamento da válvula portinhola de descarga de combustível. As demais Agências, empresas privadas e públicas atuarão em parceria no cenário do sinistro, tanto no atendimento às vítimas, quanto no controle do tráfego.

Sobre a CART

As rodovias da CART contribuem para a expansão do comércio, indústria, do agronegócio, do turismo e da prestação de serviços nos 34 municípios cortados pelo Corredor. Monitorada e 100% duplicada, a concessão confere segurança e agilidade no trânsito de cargas, conectando o Oeste Paulista com os principais pontos de escoamento da produção do Brasil e ocupa posição de destaque nos índices de avaliação de qualidade das rodovias da CNT – Confederação Nacional do Transporte.

Canal de Ética e Privacidade