CART investe em tecnologia para redução de acidentes

CART investe em tecnologia para redução de acidentes

No Centro-Oeste de São Paulo, Concessionária analisa ocorrências para buscar redução de acidentes

Entre as ocorrências de maior severidade, as colisões traseiras são um desafio para setores de inteligência de tráfego estabelecerem medidas de prevenção. Nas rodovias administradas pela CART Concessionária de Rodovias foi identificado um aumento de 23,08% nos acidentes de colisões traseiras envolvendo veículos pesados na comparação entre o primeiro semestre deste ano e o do ano passado.

De Bauru a Epitácio, no segmento de 444 quilômetros que compreende o Corredor CART, foram 32 acidentes neste ano que envolveram veículos pesados. Trechos onde o perfil da pista é em aclive merece atenção redobrada, devido à redução de velocidade no tráfego de veículos pesados.

As medidas adotadas pela CART para reduzir acidentes com veículos pesados, principalmente em aclives, surtiram efeitos de curto prazo em dois trechos que eram considerados de alta criticidade.

Na SP-270 – Rodovia Raposo Tavares, km 436+600, sentido capital/interior, em Assis e na SP-225 – Rodovia João Baptista Cabral Rennó, km 300 sentido interior/capital, em Santa Cruz Do Rio Pardo, foi implantado um sistema que detecta através de sensores, veículos com velocidade abaixo da metade da velocidade diretriz da rodovia e que são potenciais para possíveis colisões.

Após identificação pelos sensores dos veículos em baixa velocidade, dispositivos luminosos acendem de forma intermitente, chamando a atenção, como forma de alerta dos demais veículos que estão vindo logo atrás, o que aumenta consideravelmente a segurança viária. 

Durante as análises feitas, desde sua implantação, em julho de 2022 até o momento, os pontos onde a solução foi implantada, o número de casos de acidentes por colisões foi reduzido em 21,98% considerando a média anual.

O sistema, batizado de Rampa Segura, possui um sensor de tráfego capaz de detectar veículos com velocidade abaixo de 55 km/h  (parametrizável). A passagem de veículo lento aciona o sistema de iluminação intermitente desde uma placa de sinalização “Tráfego Lento a Frente” ao sequencial de LED´s instalados em postes colapsíveis às margens da rodovia, indicando ao motorista que segue atrás, em velocidade superior, da necessidade de redução de velocidade, bem como, se necessário mudar de pista para seguir viagem.

A Concessionária também tem realizado, dentro do Programa CART-Pela Vida, diversas ações de conscientização aos motoristas. Com óculos simuladores de bebidas e ilícitos, a CART realiza atendimento clínico aos motoristas, adesivação de refletivos nos veículos, melhorias em sinalização viária e instalação de leds refletivos em locais críticos, além de formar um comitê interno, denominado NIA-Núcleo de Investigação de Acidentes, com participação de diversas áreas para avaliação de acidentes visando a melhoria contínua em seus processos culminando com as ações previstas no programa PRA – Programa de Redução de Acidentes.

Prevenção

Acidentes podem ser prevenidos com ações simples, como manter uma distância segura entre veículos. Com esta medida, o motorista tem um tempo maior de resposta e reflexo imediato aos estímulos, como frear a tempo de evitar uma colisão.

Para evitar colisão traseira, a recomendação é estar atento as movimentações no trânsito e assim que avistar qualquer eventualidade, reduzir a velocidade do veículo para tomada da melhor decisão. No entanto, o condutor deve frear aos poucos para evitar derrapagens ou uma parada brusca.

A CART ainda recomenda a “regra dos três segundos”, que consiste na visualização de um ponto de referência na estrada, como por exemplo uma árvore, e, assim que o veículo à frente cruzar esse ponto, deve-se contar “cinquenta e um, cinquenta e dois, cinquenta e três”. Se o seu veículo passar pelo mesmo ponto de referência antes do final da contagem, é sinal que é hora de reduzir a velocidade para aumentar a distância entre o veículo que trafega à sua frente. É importante lembrar que esta regra só é válida para carros de pequeno porte – até 6 metros de comprimento – e que estejam a 80 ou 90 km/h em pista sem adversidades.

“Desde o início da administração das rodovias entre Presidente Epitácio e Bauru, implementamos diversas melhorias na infraestrutura das rodovias, duplicamos pistas, construímos dispositivos de acesso e retorno, instalamos recursos de segurança que pudessem melhorar a trafegabilidade e reduzir a severidade dos sinistros, bem como revitalizamos as sinalizações verticais e horizontais, como por exemplo os balizadores, placas e as sinalizações refletivas. Além disso, foram disponibilizadas faixas com mensagens educativas ao longo das rodovias e renovamos os PMVs (Painéis de Mensagens Variáveis) que informam, além de mensagens educativas, as condições de tráfego ao longo de todo o trecho”, destaca o gerente de Operações da CART, Luis Santos.

Sobre a CART

As rodovias da CART contribuem para a expansão do comércio, indústria, do agronegócio, do turismo e da prestação de serviços nos 34 municípios cortados pelo Corredor. Monitorada e 100% duplicada, a concessão confere segurança e agilidade no trânsito de cargas, conectando o Oeste Paulista com os principais pontos de escoamento da produção do Brasil e ocupa posição de destaque nos índices de avaliação de qualidade das rodovias da CNT – Confederação Nacional do Transporte.

Canal de Ética e Privacidade